Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Saltar navegação
Recomendações

Pessoas mais Vulneráveis aos Períodos de Frio Intenso
• População com idade superior a 75 anos;
• Bebés e crianças com idade inferior a 5 anos;
• Pessoas acamadas e com défice de mobilidade;
• Pessoas com doenças crónicas, em especial cardíacas, vasculares, respiratórias, reumáticas, diabetes e doenças da tiroide;
• Pessoas com perturbações da memória, problemas de saúde mental, alcoolismo, consumo de drogas ou demência;
• Pessoas que consomem medicamentos como psicotrópicos ou anti-inflamatórios;
• Pessoas com doenças agudas durante os períodos de temperaturas baixas;
• Pessoas que vivem sozinhas, pessoas que vivem isoladas e pessoas sem-abrigo;
• Pessoas que vivem em condições sociais e económicas desfavorecidas;
• Pessoas que vivem em condições habitacionais com défice de conforto térmico;
• Pessoas que estão ao ar livre, expostas ao frio intenso por razões laborais, desportivas e/ ou de lazer.

Recomendações Preventivas antes do inverno
• Desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais, nomeadamente quintais e varandas e retirada de inertes que possam ser arrastados;
• Limpeza de valas, sarjetas, algerozes e caleiras dos telhados das habitações;
• Fecho de portas e janelas assim como à arrumação de equipamento solto, caixotes de lixo ou outros objetos, em virtude do vento forte;
• A não utilização de veículos em zonas inundadas, precavendo o seu arrastamento para buracos no pavimento ou caixas de esgotos abertas;
• Afetação por ventos mais fortes, de estruturas montadas (andaimes, tendas, toldos, telhados) e árvores, podendo provocar a sua queda;
• À evacuação de animais para locais seguros.
Mantenha-se atento aos Avisos e informações dos organismos oficiais sobre previsões meteorológicas e alertas, meios de comunicação social, encontrando ainda informação disponível nas seguintes páginas da internet:
• IPMA - Instituto Português do Mar e da Atmosfera
• Autoridade Nacional de Proteção Civil
• Direção-Geral da Saúde
• Administração Regional de Saúde do Alentejo, I.P.
Em caso de dúvidas aconselhe-se com o seu médico assistente ou ligue para o contacto de apoio a nível nacional - SNS 24 - 808 24 24 24 e para situações de emergência ligue 112. 

Recomendações Gerais para a População
Em Casa
• Verificar o funcionamento dos equipamentos de aquecimento da sua casa;
• Mandar limpar a chaminé da lareira, se necessário;
• Calafetar janelas e portas para evitar a entrada de ar frio e a saída do calor acumulado mas manter a casa arejada;
• Não fechar completamente os quartos ou zonas de dormir, promovendo uma boa circulação de ar;
• Manter a temperatura da sua casa entre os 19ºC e os 22ºC, instalando um termómetro em local visível;
• Não usar braseira a carvão;
• Evitar dormir/ descansar muito perto do aquecimento;
• Não ficar descalço no chão frio ou molhado por muito tempo;
• Desligar os aparelhos elétricos quando não estiver em casa e utilize-os de forma criteriosa devido ao risco de sobrecarga do quadro;
• A utilização de botijas de água quente deve ser feita com cuidado para evitar o risco de queimadura.

Vestuário
• Usar vestuário para proteger as extremidades (mãos, pés, cabeça);
• Não usar roupas justas, porque dificultam a circulação sanguínea;
• Usar várias camadas de roupa em vez de uma única muito grossa;
• Usar roupas de algodão e fibras naturais.

Cuidados Pessoais
• Tomar banho com água morna, porque a água muito quente remove a camada protetora natural da pele;
• Manter a pele hidratada, hidratando todo o corpo não esquecendo mãos, pés, cara e lábios;
• Quando tomar banho enrole-se na toalha e/ou tenha o espaço aquecido;

Alimentação
• Alimente-se com frequência, encurtando as horas entre as refeições;
• Prefira sopas e bebidas quentes (leite, chá);
• Se a sua saúde o permitir, inclua na alimentação alimentos calóricos como chocolates, azeite, frutos secos;
• Evite bebidas alcoólicas, porque causam falsa sensação de aquecimento;
• Coma alimentos ricos em vitaminas e sais minerais;

Exercício Físico
• Manter a prática de exercício físico, faz aumentar a produção de calor e a circulação de sangue;
• Não fazer exercício físico intenso ou ao ar livre e evite arrefecer com a roupa transpirada no corpo;
• Fazer pequenos movimentos com os dedos, os braços e as pernas, evita o arrefecimento do corpo;
• Continuar a beber água durante a atividade física evitando a desidratação.

Pessoas Sós/Isoladas
• Os familiares, amigos e vizinhos têm um papel importante, podendo fazer um telefonema ou estabelecer contacto pelo menos uma vez por dia com pessoas sós/ isoladas;
• Certifique-se que eles se encontram de boa saúde e em condições de conforto.

Precauções ao ar livre
• Se tiver que sair, faça-o de forma breve, protegendo-se com roupa adequada não apertada;
• Procure manter-se seco dado que o corpo arrefece rapidamente com a humidade;
• Se realizar trabalho com muito esforço, proteja-se com roupa adequada e vá doseando o esforço;
• Evitar caminhar sobre o gelo devido ao risco de lesões por queda.

Se vai viajar de automóvel
• Ter em conta que pode ficar bloqueado e previna-se levando roupas quentes, mantas e roupa para troca bem como comida e bebidas quentes num termo;
• Ter um mapa sempre à mão;
• Evitar viajar sozinho;
• Ligar o aquecimento do veículo 10 minutos em cada hora e baixe os vidros uns milímetros para arejar;
• Observar o tubo de escape para ver se não está tapado, evitando o risco de envenenamento por monóxido de carbono;
• Se o carro bloquear, coloque uma manta brilhante na antena do veículo para chamar a atenção, cubra o corpo com mantas e mantenha-se desperto.

Recomendações para Grupos da População Vulneráveis
Bebés ou Recém-nascidos
• Os bebés e os recém-nascidos são particularmente sensíveis às baixas temperaturas e podem desenvolver hipotermia rapidamente;
• Evite sair de casa com o bebé ou recém-nascido nos dias de frio intenso:
• Agasalhar o bebé, principalmente a cabeça e as extremidades (mãos, orelhas e pés);
• Evitar transportar o bebé num porta-bebés, tipo mochila, que poderá comprimir as pernas e causar enregelamento;
• Transportar o bebé num carrinho que permita ao bebé movimentar-se para se aquecer e verifique se está bem protegido do frio;
• Utilizar várias camadas de roupa em vez de uma única peça grossa;
• Dar de beber regulamente ao bebé.

Crianças Asmáticas
• Evitar atividades físicas no exterior;
• Deverá ter por perto o tratamento para situações de crise, tais como um broncodilatador inalável;
• Informar o Professor/ Educador destas recomendações.

Pessoas Idosas
• Os familiares, amigos e vizinhos têm um papel importante devendo visitar ou telefonar às pessoas idosas para prestar ajuda e verificar o seu estado de saúde e conforto;
• Em caso de se prever a aproximação de um período de frio intenso ou neve forte, faça as suas compras alimentares e outras que cheguem para um período de 2 a 3 dias para evitar ter de sair de casa;
• Verificar se tem medicamentos suficientes;
• Prefira sopas e bebidas quentes (leite, chá);
• Se tiver de sair de casa, use roupas quentes, sapatos impermeáveis e antiderrapantes, chapéu, luvas e cachecol;
• Não dormir muito perto do aquecimento;
• Fazer pequenos movimentos com os dedos, os braços e as pernas, de modo a evitar o arrefecimento do corpo.
Doentes Cardíacos, Vasculares, com Insuficiência Respiratória, reumáticos e Diabéticos
• Seguir as recomendações gerais e, se necessário, aconselhe-se com o seu médico.
• Certificar-se que tem sempre consigo os medicamentos necessários.

Recomendações relativas a Condições Meteorológicas Adversas – Períodos de Frio Intenso
• Mantenha o vestuário seco;
• Use várias camadas de roupa;
• Use calçado adequado que evite o risco de queda;
• Evite molhar os pés e consequentemente o seu arrefecimento;
• Proteja extremidades, mãos, pés e cabeça;
• Faça compras alimentares e outras que cheguem para um período de 2 a 3 dias para evitar ter de sair de casa;
• Verificar se tem medicamentos suficientes;
• Mantenha a habitação bem ventilada;
• Verificar se tem botijas de gás suplementares;
• Tenha especial cuidado com o Monóxido de Carbono produzido na queima de madeiras nas lareiras;
• Na condução tenha em atenção o estado do piso molhado e escorregadio, possível formação de lençóis de água, formação de gelo, congestionamentos de trânsito e redução da visibilidade de forma a evitar acidentes;
• Tenha cuidado com as infiltrações e humidades, as quais favorecem o desenvolvimento de microrganismos (bolores, fungos, leveduras e ácaros) que podem originar alergias e infeções respiratórias;
• Após as chuvas providencie a eliminação de acumulações de água com detritos orgânicos;
• Tenha redobrada atenção com os idosos, as crianças e doentes crónicos;
• Limite as atividades ao ar livre ou em dias de muito vento.