Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Saltar navegação
Inverno e Saúde

A exposição excessiva ao frio pode resultar directamente em situações de hipotermia e de golpe de frio ou enregelamento, sendo também responsável pelo aparecimento de doenças como a gripe, bronquites e pneumonias e agravamento de doenças crónicas sobretudo cardíacas, respiratórias e reumáticas.

Os períodos de frio intenso são também responsáveis pela ocorrência de maior número de acidentes, quer de viação pela formação de gelo ou neve, quer domésticos pela deficiente utilização dos meios de aquecimento, intoxicações por monóxido de carbono e queimaduras especialmente em crianças e idosos.

Mantenha-se atento aos Avisos e informações dos organismos oficiais sobre previsões meteorológicas e alertas e para mais informação consulte:

 

IPMA - Instituto Português do Mar e da Atmosfera
Autoridade Nacional de Proteção Civil
Direção Geral de Saúde


Alerta à População - Períodos de Frio Intenso.pdf
Plano de Contingência para Temperaturas Extremas Adversas - Módulo Inverno -Plano Regional 2015-2016.pdf
Plano Regional da ARSA 2017-2018 Inverno e Saúde.pdfPlano Regional da ARSA 2017-2018 Inverno e Saúde.pdf
Cartaz_Frio(CuidadosPessoais).pdfCartaz_Frio(CuidadosPessoais).pdf
Cartaz_Frio(Em Casa).pdfCartaz_Frio(Em Casa).pdf
Cartaz_Frio(Grupos de Risco).pdfCartaz_Frio(Grupos de Risco).pdf
Cartaz_Frio(Viagens).pdfCartaz_Frio(Viagens).pdf