Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Saltar navegação
RGPD

 

RGPD_arsa_1.jpg 
O que é o RGPD?
O Regulamento Geral de Proteção de dados (RGPD) é o regulamento da EU 2016/679 do Parlamento Europeu e do Conselho de 27/04/2016 relativo à proteção de dados pessoais  e à livre circulação de dados. Vem revogar a Diretiva 95/46/CE.

A quem se aplica?
O RGPD aplica-se a todas as pessoas singulares e coletivas que efetuem tratamento de dados pessoais a residentes da EU.
Tem a finalidade de contribuir para um mercado único europeu de dados e harmonizar a legislação de todos os Estados Membros da EU.

Para que serve?
O direito e as liberdades fundamentais das pessoas singulares, nomeadamente ao seu direito à proteção de dados pessoais.

Qual o impacto?
Existe a necessidade imediata de todas as entidades abrangidas de implementação de um conjunto de políticas e medidas que garantam a conformidade com o RGPD, sob pena de lhes serem aplicadas multas até 20 M€ ou 4% da faturação global da empresa (a que for maior).

Quando entra em vigor?
O RGPD foi publicado a 27 de abril de 2016 e entrou em vigor em maio de 2016. O diploma prevê um período de transição de 2 anos até à implementação total, com aplicação total a partir de 25 de maio de 2018.

Diretiva 95/46/CE vs. RGPD
O RGPD é:
  • ​De aplicação obrigatória;
  • Não necessita de ser transcrito para o Quadro Legislativo de cada País, permitindo assim a uniformização de atuações;
  • Introduz o conceito de Avaliação de Impacto sobre a Proteção de Dados (AIPD);
  • Clara definição de responsabilidades e circuito de comunicação.

Como está organizado RGPD? 
Artigos 1.º a 3.º - Âmbito de aplicação do RGPD;
Artigo 4.º - Definições;
Artigos 5.º a 11.º - Princípios e condições de legitimidade dos tratamentos de dados pessoais;
Artigos 12.º a 23.º - Direitos do titular dos dados;
Artigos 24.º a 31.º - Regime aplicável ao responsável pelo tratamento e ao subcontratante;
Artigos 32.º a 36.º - Segurança nos dados pessoais;
Artigos 37.º a 39.º - Regime jurídico do encarregado de proteção de dados;
Artigos 40.º a 43.º - Códigos de conduta e certificação;
Artigos 44.º a 50.º - Transferência de dados pessoais para países terceiros e organizações internacionais;
Artigos 51.º a 59.º - Regime jurídico das autoridades de controlo independentes;
Artigos 60.º a 66.º - Cooperação entre autoridades de controlo;
Artigos 68.º a 76.º - Competências e funcionamento do Comité Europeu para a Proteção de Dados;
Artigos 77.º a 82.º - Recursos e Responsabilidades;
Artigos 83.º e 84.º - Direito sancionatório;
Artigos 85.º a 91.º - Situações específicas de tratamento de dados pessoais.​
Artigos 44.º a 50.º - Transferência de dados pessoais para países terceiros e organizações internacionais;
Artigos 51.º a 59.º - Regime jurídico das autoridades de controlo independentes;
Artigos 60.º a 66.º - Cooperação entre autoridades de controlo;
Artigos 68.º a 76.º - Competências e funcionamento do Comité Europeu para a Proteção de Dados;
Artigos 77.º a 82.º - Recursos e Responsabilidades;
Artigos 83.º e 84.º - Direito sancionatório;
Artigos 85.º a 91.º - Situações específicas de tratamento de dados pessoais.

 

Documentação informativa que deve consultar:

Regulamento (UE) 2016-679 do Parlemento Europeu e do Conselho.pdfRegulamento (UE) 2016-679 do Parlamento Europeu e do Conselho.pdf

Comissão Nacional de Proteção de dados